Alunos preparam apresentações especiais para o 16º Festival Italiano de Nova Veneza, em Goiás

Evento acontecerá de 4 a 7 de agosto, por isso, estudantes irão ensaiar até mesmo durante as férias escolares. Preparativos da Cozinha da Nona também já começam na sexta, 8 de julho

O Festival Italiano de Nova Veneza, em Goiás, que ficou suspenso por dois anos em razão da pandemia, retorna este ano e movimenta, inclusive, as escolas do município, que fica a 29 km de Goiânia. Os alunos da cidade preparam apresentações especiais para a 16ª edição da festa, que acontecerá entre os dias 4 e 7 de agosto, com a expectativa de receber cerca de 100 mil visitantes ao longo dos quatro dias, para desfrutar da gastronomia italiana e apresentações culturais típicas.

A secretária de educação de Nova Veneza, Helayne Fonseca Martins, não esconde a ansiedade e revela que todos estão envolvidos com o evento. “Estamos todos ansiosos por esta belíssima festa que, além da economia, também, movimenta a cultura e o lazer da cidade. Estamos felizes com a retomada do evento e empenhados em criar uma programação atrativa”, conta.

Este ano a atração terá novidades na programação. Além dos dois grupos de corais infantis, formados por crianças do 1º ao 5º ano, da rede municipal, Helayne explica que foi formado um grupo de dança com jovens e adolescentes da rede estadual. “São cerca de quinze casais formados por jovens e adolescentes, do 6º ano ao Ensino Médio, da rede estadual. Com a proximidade do evento os alunos da dança continuarão ensaiando durante as férias de julho”, explica.
A secretária acrescenta que um grupo de dança profissional veio ajudar na preparação da coreografia. “Uma equipe de coreógrafos de Goiânia, estão auxiliando e coordenando nossos ensaios. Nossa intenção é preparar essa nova geração para ficar à frente dos espetáculos de danças da cidade, e assim fortalecer ainda mais a cultura italiana entre os jovens”, completa Helayne.
Cozinha
No dia 8 de julho, também já começam as atividades na Cozinha da Nonna, oficial do Festival. O espaço passou por reforma para festa: ganhou pintura com tinta lavável, novo lavatório de panelas, bancadas de mármore para apoio na preparação dos pratos, entre outras melhorias. No total, são 7 cozinhas que receberão 45 cozinheiras durante o festival que se dividirão entre 26 fogões e manusearão panelões com pelo menos 20 litros de capacidade, para servir cerca de 20 mil pratos do cardápio, que oferecerá mais de 20 opções.
Mas, já nessa semana, cerca de 15 cozinheiras já começaram a preparação das carnes que serão utilizadas para os molhos e a massa do nhoque. A coordenadora da cozinha da Nona, Vânia, que trabalhou no festival italiano desde a sua primeira edição, não esconde a emoção do retorno da festa. “Eu cheguei a achar que nunca mais estaria aqui de novo com essa pandemia, que nos trouxe muito sofrimento. Perdi muitas pessoas importantes na minha vida, levados pelo coronavírus: minha sogra, minha cunhada, meu cunhado, que morreram em menos de 30 dias. Depois perdi minha mãe, que sofreu um infarto, e meu pai, que teve Covid”, conta.
Vânia conta que o trabalho na cozinha foi uma grande alavanca para ela não sucumbir também e a notícia de que o festival voltaria a acontecer foi um grande alento. “Essa festa é um momento de recomeço, depois de uma época triste, um momento de reencontros e celebração à vida”, diz

Sobre o 16º Festival Italiano de Nova Veneza
Agendada para 4 a 7 de agosto, a 16ª edição do Festival Italiano de Nova Veneza é realizado pela Prefeitura de Nova Veneza, em parceria com o Governo de Goiás. O tema da festa, nesse ano, é “Uma boa massa, bom vinho e, claro, uma boa companhia” porque, de acordo com o prefeito da cidade, Valdemar Batista Costa, a intenção é estimular a confraternização entre as pessoas, que ficaram tanto tempo afastadas. “Nosso festival é um ambiente alegre, familiar e de mesa farta, ingredientes que temperam os reencontros entre as famílias”, disse.
Com acesso gratuito para a população, o festival, em 2022, será uma mistura de culturas, contará com uma ampla programação dedicada à cultura italiana e a cultura goiana, com exposições, missas, muita música, apresentações artísticas, diversos pratos como as apreciadas massas, sobremesas, café, bebidas, artesanato e muito mais.
Sobre Nova Veneza, em Goiás
Um pedacinho da Itália, na região Centro-Oeste do Brasil. Assim é Nova Veneza, com fortes costumes e cultura italiana. A pequena cidade, com pouco mais de nove mil habitantes, concentra a maior imigração italiana do da região central do País e esconde uma rica história cultural. Cerca de 60% de seus moradores são descendentes de italianos, que migraram para a região há mais de 100 anos. O número expressivo dos estrangeiros fez com que a localidade fosse chamada de “Colônia dos Italianos” até 1958, quando passou a ser batizada de Nova Veneza.