Idoso é preso em Goiânia após arrastar cadela amarrada a motocicleta

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do Grupo de Proteção Animal – GPA/DEMA, em apuração à denúncia de crime de maus-tratos a animais feita através do e-mail da unidade (gpagoiania@gmail.com), prendeu em flagrante, no dia 8 de junho, um idoso de 75 anos, por crime de maus-tratos a animais. Segundo a denúncia, o indivíduo estava conduzindo uma moto, e arrastando um cachorro pela rua, o qual estava amarrado por uma corda à garupa da moto. Populares impediram o homem de continuar a arrastar o cão que já estava sangrando, as patas e o corpo.

O denunciante encaminhou imagens do momento do crime e informações que possibilitaram aos policiais identificar e localizar o suposto autor, logo após a prática do crime, que ocorreu no Residencial Canadá, nesta capital. O idoso foi conduzido ao grupo especializado e autuado em flagrante. O denunciante também compareceu à especializada com a cachorra ferida, para comprovar a prática do crime, e ainda prestou depoimento reconhecendo o autor e confirmando o crime.

O autuado alegou que foi fazer um favor a uma amiga de levar uma cachorra para outra mulher, mas negou que a tivesse amarrado na moto, afirmando que estava puxando a cachorra pela mão, mas como ela não queria andar, a soltou e ela voltou para casa de sua amiga, onde ainda estaria. Porém, as provas são contrárias e comprovam o crime.

O idoso encontra-se preso aguardando audiência de custódia. O animal foi atendido no Hospital Veterinário São Francisco de Assis, e medicado, tendo ficado sob a responsabilidade do denunciante que a socorreu. O crime de maus-tratos a animais, quando se tratar de cão ou gato, tem pena de até cinco anos de prisão.