Aparecida inicia vacinação contra a covid-19 para todas as crianças com mais de 5 anos

Público com mais de 5 anos é imunizado em sete postos fixos, independentemente de ter comorbidades ou deficiência. Vacinação escolar também continua

Para aumentar a cobertura vacinal das crianças, na manhã desta segunda-feira, 24 de janeiro, a Secretaria de Saúde de Aparecida (SMS) iniciou a vacinação contra a covid-19 para todos os pequeninos na faixa etária de 5 a 11 anos em sete postos fixos. Até o último sábado, apenas crianças dessas idades que pertencessem a algum grupo prioritário eram vacinadas nesses locais.

A partir de hoje, todas as crianças com mais de 5 anos podem receber o imunizante pediátrico na Central de Imunização e nas Unidades Básicas de Saúde (UBS´s) dos bairros Andrade Reis, Anhambi, Cardoso, Veiga Jardim, Retiro do Bosque e Jardim Olímpico. A Central funciona de segunda à sexta, das 8h às 18h, e aos sábados das 8h às 12h. A imunização nas UBS’s ocorre de segunda à sexta-feira das 8h às 16h.

O secretário de Saúde Alessandro Magalhães informa que “já recebemos 7.800 doses pediátricas da Pfizer divididas em duas remessas, então temos imunizantes em boa quantidade e convocamos todos os pais e responsáveis para trazer as crianças o quanto antes, é uma questão de responsabilidade familiar e também social, ampliamos a faixa etária justamente para aumentar a proteção infantil no município, essa sempre foi a nossa meta essencial”.

Vacinas salvam vidas

A coordenadora de Imunização da SMS, Renata Cordeiro, enfatiza que a vacinação em massa tem mais resultados positivos para a população, “porque com ela conseguimos bloquear o vírus de melhor forma. É vital que todos saibam disso e que os responsáveis procurem informações e dados estatísticos que estão aí comprovando que a vacinação de fato funciona. E que não acreditem em notícias falsas e nos grupos anti-vacinas. Não privem as crianças dessa proteção que os adultos já tiveram e que tem salvado vidas mundo afora”.

Famílias conscientes, filhos protegidos

Nas primeiras horas da vacinação infantil, hoje, na Central de Imunização, a pequena Livia, de 10 anos, recebeu a vacina com calma e sob o olhar atento e protetor da mãe dela, Lígia Vicente, moradora do Jardim Ipiranga. Consciente, Lígia disse que estava “sonhando com essa vacina pediátrica e quis chegar cedo pra ela tomar logo a primeira dose”.

A mãe ainda afirmou que se revolta com as notícias falsas que “já tiraram vidas”. As crianças também carregam o vírus. Eu tenho saúde frágil e corro muito risco, já vacinei meu filho de 12 anos e só faltava ela. Peço aos pais que levem seus filhos pra vacinar, os meus sempre tomaram vacinas e nunca tiveram nenhum problema com isso. ”

Camila de Paula também chegou cedo na Central com sua filha Sara, 6 anos, e contou que aguardava ansiosa pela vacinação pediátrica: “O Brasil tem tradição em vacinas e nossas crianças já são imunizadas desde bebês. A vacina da covid não é diferente, é uma proteção a mais e se faz ainda mais necessária com a volta das aulas presenciais”.

Ela também mandou um recado para os pais e responsáveis: “Antes de espalhar notícias falsas, procurem informação confiável, a vacinação é segura, a Europa e a América do Norte estão vacinando, assim como outros lugares, é algo seguro e todos que podem devem ser vacinados”. A pequena Sara também opinou: “Não doeu, não saiu sangue e não tive medo. Gostei”.

As duas meninas foram imunizadas pela vacinadora Rafaela Ferreira Martins, técnica de enfermagem da equipe da Central de Imunização da SMS. Elogiada por uma mãe e um pai gratos pela proteção aos filhos e pela qualidade técnica e gentileza, ela respondeu: “Eu que agradeço por essa oportunidade histórica. Estou aqui cumprindo o meu dever com muita satisfação e orgulho”.

Vacinação com a Coronavac

Renata Cordeiro destaca que, além das 7.800 doses disponíveis da Pfizer pediátrica, a SMS também aguarda diretrizes estaduais para iniciar a vacinação, ainda hoje, com a vacina Coronavac no público de 6 a 17 anos. Nesse caso, os imunizantes são destinados a crianças que não tenham nenhuma comorbidade ou imunosupressão.

A medida obedece às orientações do Ministério da Saúde (MS) e a aplicação ocorrerá nos mesmos postos em que a Pfizer pediátrica é oferecida ao público infantil. Segundo o último boletim da SMS, até o último dia 29 a cidade contava com 1.401 doses da Coronavac.

Características do público infantil

A coordenadora ressalta que o público infantil deve ser protegido o quanto antes também por causa das características dessa faixa etária: “as crianças têm maior dificuldade para manter o distanciamento social e outras medidas preventivas porque brincam juntas, se tocam, então precisam ser vacinadas porque essa é a forma mais eficaz de proteção contra a covid-19”.

Ampla vacinação infantil

Além da vacinação nos 7 postos fixos, a SMS está realizando uma maratona de visitas em mais de 50 escolas da cidade para vacinar crianças de 5 a 11 anos matriculadas nessas instituições e também residentes nas imediações dos colégios.

Em todos os locais, unidades de Saúde ou escolas, as vacinas pediátricas são aplicadas mediante a apresentação da certidão de nascimento ou RG e cartão SUS ou CPF. As crianças também precisam estar acompanhadas de um responsável legal ou apresentar termo de autorização do responsável.