Dia Mundial da Bicicleta: Dia mundial da bicicleta reforça ações que unem saúde e preservação do meio ambiente

Pensando nisso, o bairro planejado Reserva do Vale implantará alternativas sustentáveis para incentivar o uso das magrelas

Nesta sexta-feira (03/06), é comemorado o Dia Mundial da Bicicleta, que reforça a importância sobre seu uso como meio de transporte e seus benefícios. A necessidade de fazer o uso do aparelho para se livrar de algumas doenças foi comprovada através de uma recomendação feita pela Organização Mundial da Saúde (OMS) durante a pandemia, em 2020, nele a OMS sugere que, sempre que possível, se considere andar de bicicleta ou caminhar.

A organização orienta pelo menos 150 a 300 minutos de atividade aeróbica moderada a vigorosa por semana para todos os adultos, incluindo quem vive com doenças crônicas ou incapacidade, e cerca de 60 minutos por dia para crianças e adolescentes. O uso da bicicleta também evita a poluição. Segundo estudo do Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA), tendo como base a maior capital do país, São Paulo, os automóveis são responsáveis por 72,6% das emissões de gases efeito estufa.

Pensando no meio ambiente e em proporcionar uma qualidade de vida melhor para a população, o bairro planejado Reserva do Vale, em Valparaíso de Goiás, implantará alternativas sustentáveis, que incentivará o uso das bicicletas. Segundo Marcos Franco, diretor de engenharia da Plano Urbano, empresa responsável pelo empreendimento, o bairro disponibilizará ciclovia de 4 km em avenidas que o cortam; serviço de locação de bicicletas tradicionais e elétricas e estações para locação espalhadas por todo Reserva do Vale.

Segundo ele, nesta primeira etapa, 1,8 km estão sendo construídos junto ao canteiro central da Avenida do Cerrado. Sobre a instalação das estações de locação das bicicletas, Marcos diz que será feito em um futuro próximo, de acordo com o progresso do bairro. “Planejamos que as centrais de locação sejam instaladas no mall do mirante na entrada do loteamento, no Parque do Mirante e, futuramente, no parque do lago. Além de outros lugares na medida em que o empreendimento for sendo implantado”, acrescenta.

De acordo com o engenheiro, todas as alternativas de sustentabilidade foram pensadas tendo como base a Reserva do Vale, que é um local sustentável e pensado para o futuro. “O bairro é totalmente planejado, nós temos 600 mil metros quadrados de área verde e quatro córregos. A gente se preocupa muito com a preservação da natureza e as bicicletas se encaixam nisso, pois ela é uma fonte de transporte não poluidora”, finaliza Marcos Franco.