Em novo conceito, Shopping Estação Goiânia avança na transformação para Power Center

Integrando a primeira etapa da reestruturação, atacarejo lança unidade no local

Após anunciar o reposicionamento de adequação às necessidades do público, o Shopping Estação Goiânia dá início a entrega de etapas do processo de reestruturação. O estabelecimento, que possui mais de 70 mil metros quadrados (m²) de área construída e mais de mil vagas de estacionamento, chegará a 56 mil m² de Área Bruta Locável (ABL).

O local, que já abriga gigantes como a Leroy Merlin – a única da rede em Goiás; a Universidade Estácio de Sá – referência em educação, com mais de 13 mil alunos; e academia Blue Fit – uma das maiores redes de academia 24 horas do Brasil; acaba de receber o Costa Atacadão – líder no Centro-Oeste, que está em expansão e implanta no local sua 11ª loja, a 5ª na capital.

“Para nós, o Costa Atacadão aqui é motivo de orgulho e também uma demonstração do que estamos querendo transformar o Shopping Estação Goiânia. Queremos um Power Center e o Costa vem ancorar essa ponta norte do shopping. Vamos continuar trazendo operações parrudas para cá. Essa inauguração abre um grande caminho para a consolidação deste projeto”, afirma o empreendedor do Shopping Estação Goiânia, Paulo Roberto da Costa, o Paulinho.

O conceito de Power Center é de um empreendimento grande, que abrange não somente um centro de compras, mas também outras operações que podem estar no mesmo local ou em áreas separadas, como hipermercados, lojas de construção, lojas de automóveis, e outras atividades, que, separadas, formam um grande complexo de compras, podendo, inclusive incluir pequenos locatários ou sublocatários que oferecem atividades acessórias para conferir mais conveniência aos clientes.

Paulo Roberto destaca a localização privilegiada do shopping. “Além de estarmos ao lado do terminal rodoviário, próximo à Marginal Botafogo, e Avenida Independência, estamos no ponto de encontro de duas importantes vias de acesso que estão sendo implantadas na cidade. O BRT, que irá ligar 148 bairros em Goiânia e Aparecida de Goiânia, e o Corredor Leste-Oeste, que vai ligar vários bairros da cidade e unir dois extremos da região metropolitana: Trindade e Senador Canedo. Serão milhares de pessoas que passarão por essa localização com suas demandas e necessidades”, considerou o empreendedor.

 

Atacarejo

 

O formato dos atacarejos está cada vez mais popular no Brasil e chegou a ser maior que dos supermercados e hipermercados convencionais, com cerca de 1.400 lojas em todo o país. O modelo tem a vantagem de oferecer preços reduzidos para quem opta por comprar em maior volume, tem menor despesa em logística, pois aproveita o espaço de venda também como estoque, entre outros benefícios.

De acordo com o diretor geral do Costa Atacadão, Jorge Rodrigues da Costa Neto, o investimento na unidade localizada no shopping foi na ordem de R$ 30 milhões, com a geração direta de 180 postos de trabalho. Diferenciais como adega e padaria também são atrativos da nova loja, que chega como opção para moradores e frequentadores da região Norte da capital.

“A inauguração da 11ª loja é motivo de grande alegria. O fluxo de pessoas na região é muito grande, com estimativa de 120 mil pessoas por dia e isso me deixa bastante animado. Esse é um dos motivos para nos instalarmos aqui [no Shopping Estação Goiânia], porque tenho certeza que conseguimos trazer bastante clientes para cá”, afirma o diretor.

 

Próximas etapas

Com o intuito de ser um espaço para resolução dos problemas dos clientes, o Estação Goiânia segue com as adaptações de reposicionamento, trazendo referências internacionais em sua nova estrutura. Nos próximos meses, será implantado um espaço dedicado ao modelo de mercato, similar aos mercadões abertos com opções gastronômicas e artesanais. Haverá novos espaços externos abertos para circulação, com cafeteria. Para os negócios da moda e acessórios, as lojas serão distribuídas em formato 360, trazendo mais integração entre elas e a sensação para o consumidor de estar em um magazine.