Em Pontalina /GO mãe e padrasto são condenados a 46 anos de prisão por estuprar uma adolescente de 13 anos

Segundo as investigações a mãe da vítima não teria condições de engravidar do acusado e por isso ambos combinaram de ter um filho usando a adolescente

A Polícia Civil do Estado de Goiás, através da Delegacia de Polícia de Pontalina, cumpriu na tarde de hoje, (24/03), um mandado de prisão preventiva decorrente de decisão condenatória, expedido em desfavor de uma mulher de 36 anos, acusada de estuprar sua filha  uma adolescente de 13 anos.

Segundo a PC, a ação era realizada pela mãe juntamente com o padrasto da menina, o qual também foi condenado e já se encontra preso por este mesmo fato. Após o devido processo legal, foi publicada na data de ontem (23/03), decisão judicial em que cada um dos acusados foram condenados a 46 anos, 10 meses e 15 dias de reclusão em regime inicial fechado.

No ano passado em ( 03/09/2021), a Delegacia de Pontalina/GO prendeu em flagrante um homem que estaria tendo relações sexuais com sua enteada de 13 anos e em decorrência destes abusos a vítima teria engravidado e abortado posteriormente.

Durante as investigações a polícia concluiu que a mãe da vítima não teria condições de engravidar do acusado e por isso ambos combinaram de ter um filho usando a vítima de 13 anos de idade.

Após os procedimentos de praxe, a condenada, que é mãe da vítima, foi recolhida na Unidade Prisional de Pontalina/GO, onde ficará a disposição do Poder Judiciário.