Hoje é o Dia Nacional da Ética – Conheça empresas que investem em políticas de compliance

Preocupação com a transparência e comportamento ético faz com que grandes companhias invistam em ações de compliance; setor da construção civil não fica de fora

A preocupação com os desvios éticos e fraudes nas empresas têm incentivado cada vez mais as companhias a adotarem ações e programas de estruturação de compliance. De acordo com dados da pesquisa Análise Executivos Jurídicos e Financeiros, realizado em 2020, 83% das grandes empresas contam com uma área de atuação em relação ao compliance interno, número superior aos 68% registrados em 2015, ano da regulamentação da Lei Anticorrupção.

A reivindicação do comportamento ético na sociedade é tão importante que ganhou uma data no Brasil. O Dia Nacional da Ética é comemorado anualmente em 2 de maio e o compliance tem papel fundamental para determinar os padrões éticos, já que remete ao fato de as companhias atuarem em conformidade com um conjunto de regras que direcionam as políticas e diretrizes de uma empresa. O grupo MRV&CO, formado pelas empresas MRV, Sensia, Luggo, Urba e AHS, têm se destacado com a implementação dessa política e tem construído uma agenda que envolve a ética e a integridade como parte da rotina para direcionar as diretrizes comportamentais e definições de governança corporativa.

De acordo com o CEO da MRV, Eduardo Fischer, a política de compliance envolve todas as empresas e colaboradores da MRV&CO. “O desenvolvimento imobiliário desperta o interesse público e é crucial para o crescimento do país. Ter uma gestão transparente e comprometida com o público interno e externo da companhia é fundamental para impactar positivamente a sociedade e diminuir os riscos”, destaca.

A estrutura da área de compliance da MRV envolve analistas, coordenadores e gestores executivos e o reporte da área é feito diretamente ao Comitê de Ética e ao Conselho de Administração da companhia. Essa estrutura é responsável por estabelecer um conjunto de procedimentos e controles com o objetivo de prevenir, detectar e responder a riscos de condutas que descumpram as regras do código de conduta, das políticas corporativas, dos processos internos e das legislações aplicáveis ao setor.

 

Resultados

Fischer, destaca que as práticas de compliance impactam o valor da companhia. Além disso, a MRV foi a primeira empresa do setor da construção civil que buscou integrar um movimento de líderes responsável pelo Compromisso do Setor Privado pela Integridade da Cadeia Produtiva, em parceria com a Câmara de Comércio Internacional do Brasil (ICC). De acordo com o CEO, a MRV destaca a missão de governação empresarial que consiste em contribuir para o desenvolvimento de uma cultura de integridade forte, que permeia todos os públicos de relacionamento.

“Entendemos que devemos nos preocupar com todos os stakeholders que participam do nosso círculo virtuoso de negócios – que são desde nossos colaboradores diretos e indiretos, nossos clientes, possíveis clientes, acionistas, fornecedores, até aqueles que fazem parte da nossa cadeia de alguma forma”, conta Eduardo Fischer.

O bom desempenho da MRV como agente econômico e social proporcionou que a empresa se tornasse a única construtora brasileira que, há seis anos consecutivos, integra o Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3. Além disso, a companhia é signatária do Pacto Global da ONU desde 2016 e busca mobilizar a comunidade empresarial internacional para a adoção de medidas ESG (sigla em inglês para ambiental, social e governança) com base nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).