Homem é preso suspeito de estupros em Valparaiso de Goiás

Segundo a polícia, em 2017, o suspeito abusou sexualmente de uma criança de 1 ano e 10 meses e depois a jogou debaixo do tanque, causando traumatismo craniano

A Polícia Civil de Goiás, através do Grupo Estadual de Repressão a Estupros (GERE), prendeu na terça-feira, 06, Eduarte Dias Silva, de 29 anos, suspeito de estupros, em Valparaiso de Goiás.

Conforme a polícia, em 2016, ele invadiu o apartamento de uma das vítimas, estuprou a mulher por 5 vezes, depois, estuprou a filha dela, amarrou as duas e espalhou farinha de trigo pelo apartamento para disfarçar impressões digitais.

Em 2017, o suspeito abusou sexualmente de uma criança de 1 ano e 10 meses e depois a jogou debaixo do tanque, causando traumatismo craniano. Na sequência, jogou óleo de cozinha para disfarçar vestígios.

“Há vários crimes praticados pelo investigado, que já estava preso pelos crimes de roubo na cidade de Águas Lindas de Goiás”, afirma a polícia.

Segundo a corporação, Eduarte dividiu cela com Lázaro Barbosa, com quem tentou fugir em 2018, mas não conseguiu porque ficou entalado no buraco feito para a fuga.

“A divulgação da imagem e identificação do preso foi precedida nos termos da Lei nº 13.868/2019 e Portaria nº 02/2020-PC, especialmente com o intuito de propiciar a identificação de novas vítimas no Estado de Goiás, diante da natureza das infrações cometidas”, destaca a polícia.