Homem é preso suspeito de manter mulher e filhos em cárcere, em Aparecida de Goiânia

De acordo com a polícia, o suspeito foi levado para a delegacia após operação que durou cerca de três horas e precisou de negociação por parte de 30 policiais

Um homem foi preso na segunda-feira (04/07), em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital, suspeito de manter mulher e filhos em cárcere após criança mandar mensagem a parente pedindo socorro.

“Vai matar minha mãe… Eu estou com medo”, disse a criança na mensagem de áudio.

De acordo com a polícia, o suspeito foi levado para a delegacia após operação que durou cerca de três horas e precisou de negociação por parte de 30 policiais.

A Polícia Civil informou que na casa, o casal vive com a filha de 10 anos e o filho de 4 anos. O caso começou quando os vizinhos se assustaram com gritos que vinham da casa do casal que mora no Jardim Bonança, em Aparecida de Goiânia, e chamaram a polícia. Na ocasião, a filha mais velha do casal chegou a mandar um áudio para parentes pedindo socorro.

O suspeito foi encaminhado à Central de Flagrantes de Aparecida de Goiânia, onde permanece preso.

Em nota, a defesa dele disse que o homem tem problemas psiquiátricos devido ao uso de drogas e que teve um surto na manhã de segunda. Confira a nota na íntegra:

“A defesa técnica vem tornar pública a presente nota, considerando os inúmeros contatos que recebemos em nossos meios oficiais de comunicação nas últimas horas, a fim de esclarecer, a quem possa interessar. Incialmente, elucidamos que o mesmo possui problemas psiquiátricos devido ao uso contínuo de drogas e entorpecentes, e na manhã dessa segunda-feira teve um surto de perseguição ocasionado pelo consumo ininterrupto de bebidas alcoólicas e de cocaína desde a tarde de ontem.

Desta forma, ao chegar em sua residência por volta das seis horas desta manhã, bateu o carro no portão quando adentrava em sua residência. Totalmente desorientado discutiu com sua esposa, que conseguiu controlar a situação. Com o barulho da batida do veículo no portão, os vizinhos assustados, acionaram a Polícia Militar. Quando a Polícia Militar chegou à residência, o mesmo iniciou outro surto psicótico, imaginando que seria morto, e após, entrou para dentro do seu quarto.

Sua esposa intercedeu a todo momento entrando em sua frente e intermediando junto aos policiais, informando que o mesmo estava fora de si e poderia cometer uma besteira contra sua própria vida. Neste momento o suspeito atirou em uma parede e os polícias perceberam que o mesmo não estava em sã consciência. A família informa que tem buscado por clínicas de reabilitação para interná-lo, em virtude do excesso de consumo de álcool e drogas.

Ao final, parabenizamos toda a equipe da Polícia Militar, que permitiu a participação desse causídico nas negociações, em especial as tropas especializadas, principalmente na pessoa do Comandante e do Negociador, que estavam presentes no local em prol a vida dele, tendo em vista que perceberam que o mesmo encontrava-se em surto psicótico, com sintomas de síndrome de perseguição, tendo logrado êxito em preservar a vida de todos os presentes.”

Com informações do G1