Homem é suspeito de matar cachorro de namorada por ciúmes, em Goiânia

Segundo a polícia, ele vai responder em liberdade

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do Grupo de Proteção Animal (GPA/DEMA), em investigação de crime de maus-tratos a animais, com apoio da 4° DRP de Goiás, prendeu um homem, suspeito de ter matado o cachorro da namorada, em Goiânia.

Segundo a investigação, a mulher mantinha o namoro há 3 meses, e o suspeito tinha ciúmes da maneira como ela tratava o cachorro, e sempre criticava o seu jeito.

“No dia do fato, a tutora do cachorro, deixou o namorado, pela segunda vez, sozinho no apartamento por 3 horas, tendo deixado o cachorro fechado em um quarto, já que na primeira vez que deixou o namorado sozinho com o cachorro, este alegou que foi mordido. Ao voltar pra casa, foi levada pelo suspeito para sair, que só mais tarde disse que foi passear com o cachorro e ele fugiu. Porém, através de investigação, foi verificado que em momento algum ele saiu com o cão na guia, tendo imagens do autor saindo com uma mochila pesada do apartamento, e 15 minutos depois entrando em um mercado com a mesma mochila leve, e presa em apenas um ombro”, afirma a polícia.

De acordo com a corporação,  após a prisão, o suspeito indicou o local onde o corpo do animal foi jogado, tendo o corpo sido localizado pela PCGO, em um matagal às margens da Marginal Botafogo, no Jardim Goiás, em Goiânia.

“O aparelho celular do preso foi apreendido e, com autorização judicial, foram encontrados acessos a sites de zoofilia no aparelho. Será solicitada perícia no aparelho e no corpo do animal a fim de saber a causa da morte, e como o crime de maus-tratos ocorreu”, afirma a polícia.

Ele foi solto pelo Poder Judiciário para responder em liberdade.