Mercado de franquias cresce 8,8% e fatura R$ 43 bilhões no 1º tri de 2022

Segmento de franquias de alimentação se destacou entre os outros setores

A Associação Brasileira de Franchising (ABF) divulgou o resultado da Pesquisa Trimestral de Desempenho do setor de franquias referente a janeiro a maio deste ano, que mostrou que o setor continua em um ritmo constante de recuperação, mesmo em um ambiente econômico de inflação e juros em alta.

O estudo apontou que as redes de franquia cresceram 8,8% em relação a 2021, com isso a receita passou de R$ 39,8 bilhões para R$ 43,3 bilhões.

?Completamos quatro trimestres consecutivos de crescimento, o que consolida uma curva robusta de recuperação. Além da melhora do quadro econômico geral, a gradual retomada das atividades presenciais tem se refletido de forma positiva no setor, mas as vendas digitais continuam a apresentar bom desempenho. Estamos caminhando para um ambiente de negócios cada vez mais híbrido?, disse André Friedheim, presidente da ABF.

Entre os mercados que se destacaram e registraram melhor desempenho de faturamento está o de Alimentação Foodservice, aquela que acontece fora de casa. O segmento teve um aumento de 9,1%, com receita de R$ 7,1 bilhões.

Para o empresário Jurandir Sacchi, proprietário da franquia de frango atropelado Gallinacius, mesmo em 2020, com o fechamento das atividades presenciais, o desempenho do negócio foi positivo. ?Como já trabalhávamos com delivery, vendemos muito na fase de isolamento. Acredito que aqueles que precisaram se estruturar primeiro e digitalizar suas operações tiveram um período mais desafiador. Agora com o público de volta aos restaurantes, voltamos a atender nas duas modalidades e nossa meta é expandir a franquia para outras regiões do Brasil?, disse Sacchi.

A expectativa da ABF é que o faturamento anual do setor tenha um crescimento de 9%, superando os R$ 185 bilhões de 2021.