MRV lança o primeiro Centro de Percepção de Riscos de Segurança no Trabalho, em Aparecida de Goiânia

No espaço os colaboradores receberão treinamentos teórico e prático antes de começar a trabalhar nas obras. As normas como a NR 10 (Risco Elétrico), NR 18 (Riscos na Construção Civil) e NR 35 (Trabalho em Altura), serão simuladas conforme a realidade, destacando a diferença da execução incorreta e correta das atividades

Próximo ao Dia Nacional da Prevenção de Acidentes do Trabalho, que é comemorado no dia 27 de julho, a MRV, uma empresa do grupo MRV&CO, inaugurou o Centro de Percepção de Riscos, no Centro de Apoio de Serviços Compartilhados (CSC DAE) em Aparecida de Goiânia. O evento foi realizado nesta segunda-feira, dia 25, na Avenida Independência, no Parque Imperial, e o espaço, com formato único na região, servirá como um centro de apoio para os colaboradores da empresa e terceiros. Receberão treinamentos no Centro, os novos profissionais das obras da empresa localizadas nas cidades de Goiânia e Aparecida de Goiânia, além dos que já fazem parte do quadro de funcionários, que passarão por reciclagens. Hoje a construtora tem uma média de 600 pessoas nas obras destas cidades.

O local vai proporcionar todo o suporte de treinamento necessário para se iniciar os trabalhos nas obras, com o objetivo de que o trabalhador chegue aos canteiros extremamente preparados para identificar possíveis riscos à segurança no trabalho e evitar, de antemão, qualquer acidente, estabelecendo atitudes prevencionistas. Além do treinamento orientativo e teórico, os colaboradores terão experiências práticas, simulando situações reais ligadas ao trabalho.

Para o treinamento das regras determinadas pela NR 35, que trata sobre o trabalho em altura, por exemplo, os colaboradores poderão treinar o que aprenderam em um simulador instalado em um andaime de Parede de Concreto. Assim, se reforça, na prática, os ensinamentos sobre a leitura de Análise Preliminar de Riscos (APR) da atividade, o uso de equipamentos de proteção individual e coletivos (EPIs e EPCs) e o cumprimento de todas as normas de segurança nos canteiros de obras. A ação se soma aos esforços diários realizados nas obras e nos treinamentos prévios e contínuos para prevenção de acidentes.