Permutas são usadas para aquisição de terrenos

Oportunidades para aquisição de lotes por meio de trocas multilaterais já são realidade no Maranhão, Piauí, Goiás e São Paulo. Aquisição de terrenos aumentou durante a pandemia

A pandemia da Covid-19 mudou diversos padrões de consumo. Uma delas foi em relação à moradia. Por ter que ficar mais tempo em casa como medida para diminuir a disseminação do vírus, os brasileiros viram a necessidade de buscar residências mais amplas e confortáveis. Esse cenário impactou diretamente o mercado de terrenos residenciais, que apresentou expectativa de crescimento de 10% em 2021, segundo dados da Associação das Empresas de Loteamento e Desenvolvimento Urbano (Aelo).

Aproveitando o bom cenário, alguns loteamentos têm buscado alternativas para facilitar a aquisição de terrenos. O residencial Vivendas das Águas, em Caxias, no interior do Maranhão, por exemplo, está disponibilizando lotes por meio de permutas multilaterais. Apesar de não ser novidade no Brasil, a prática vem ganhando destaque no meio imobiliário ao permitir a aquisição do imóvel por meio do tradicional escambo. A intermediação é feita pela plataforma de permutas multilaterais XporY.com, ferramenta parceira do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), e os lotes devem ser entregues até dezembro.

De acordo com o empresário Rômulo Troncoso, um dos sócios do empreendimento, a opção pelas permutas se deu em um contexto de diversificação de negociações, buscando atingir um novo público-alvo já pertencente à plataforma de permutas. “No cenário do mercado imobiliário, a credibilidade é um ponto fundamental e percebemos que esse tipo de transação é segura diante do tempo em que está ativa. Por isso, decidimos abrir essa nova frente até como forma de encontrar novos interessados”, destaca.

O empreendimento destinou cerca de 30 lotes para serem negociados por meio de permutas multilaterais. São três metragens disponíveis: 200 m², 360 m² e 800 m². Segundo o sócio-fundador da XporY.com, Rafael Barbosa, as ofertas estão inteiramente disponíveis para investimento em X$, a moeda digital da plataforma. “Quem está participando da plataforma, pode cadastrar e precificar os produtos ou serviços e, após concretizar a transação, receberá créditos em moeda digital, o X$. Dessa forma, ele poderá juntar os créditos e adquirir um terreno, por exemplo, com preços que variam de X$ 40 mil a X$ 150 mil, conforme o tamanho do lote”, destaca o sócio-fundador da XporY.com.

Novos negócios
As ofertas do Maranhão já estão disponíveis para negócios na plataforma, assim como há opções de lotes em outros estados. “Na plataforma já há ofertas de lotes no Piauí, Goiás e São Paulo. Isso acaba chamando a atenção pela possibilidade de novos negócios sem o uso direto de dinheiro na negociação. Além disso, os permutantes também têm liberdade para negociar as condições de compra do terreno, o que deixa ainda mais atraente”, destaca Barbosa.

Em Goiás, por exemplo, há ofertas de terrenos em loteamento residencial de 600 m² na Serra da Mesa, um dos maiores lagos artificiais de usina hidrelétrica do País, localizado em Uruaçu. O anúncio ainda destaca que aceita parcelamento do lote por meio de moeda virtual com entrada de X$ 10 mil e até 10 parcelas mensais e consecutivas de X$ 5 mil.

De acordo com Rômulo Troncoso, há estudos sobre a viabilidade de usar as permutas na venda de lotes no Pará, Ceará e Tocantins. “A plataforma conta com uma boa capilaridade e com um bom número de clientes espalhados pelo Brasil. Além disso, é uma forma diferente de alcançar pessoas que estão em outras regiões e que tenham a intenção de investir no Norte e Nordeste”.

Sobre a XporY.com

A XporY.com é uma scale up criada em 2014 com o objetivo de promover a economia colaborativa, mostrando uma outra alternativa para profissionais e empresas gerarem valor a seus serviços e produtos. Atualmente, são mais de 10 mil associados que oferecem produtos e serviços, tudo negociado em X$, moeda virtual em que cada X$ 1 equivale a R$ 1. “Os profissionais continuam produtivos, as empresas mantém o seu giro de estoque e, de quebra, aumentam seu poder de compra. Sem falar que a XporY.com também funciona como uma vitrine para a empresa ou o profissional autônomo”, explica Rafael Barbosa. Segundo ele, a ideia nasceu de modelos de plataformas de permutas criadas nos Estados Unidos.

Um diferencial da XporY.com, em relação a outras plataformas de permuta, é a ausência de custo na adesão, já que os participantes não têm que pagar para entrar na rede, nem mesmo um valor mensal ou anual como manutenção. Com a XporY.com, somente na hora de consumir, é que se cobra uma taxa de 10% em reais sobre o valor da compra, ou seja, quem negocia seu produto ou serviço na plataforma não paga nada. O cadastro no serviço é gratuito.