Pivot lança setor de implementos agrícolas

Aproveitando a expertise de seu time de consultores que já trabalham com maquinários da Case IH e pivôs centrais, grupo agrega novos equipamentos em oito lojas

Já consolidada como líder nacional na comercialização de pivôs de irrigação e maquinário agrícola da Case IH, o grupo Pivot acaba de criar um novo setor voltado para venda de implementos agrícolas, que são equipamentos e tecnologias acoplados a sistema de tração (como tratores e colheitadeiras) desenvolvidos para a otimizar a atividade agrícola.

“Até então, nós trabalhávamos esporadicamente com a venda de alguns implementos, mas diante de uma crescente demanda e para melhor atender aos produtores, estamos entrando nesse segmento e criamos um departamento voltado para implementos, aproveitando, claro, a expertise do nosso time de consultores técnicos que atuam em campo”, explica Massami Arima, gerente corporativo de implementos da Pivot.

Ele explica que o grupo está definindo as marcas parceiras que irão atender as áreas de produção de grãos, hortifruti e pecuária. “Estamos definidos os parceiros com os quais iremos trabalhar, mas certamente serão marcas já consolidadas no mercado nacional. Um importante parceiro que já confirmamos é a GTS do Brasil, empresa de Santa Catarina e fornecedora de plataforma de cortes para soja e milho”, anuncia.

Essas plataformas de corte prometem ter uma grande procura, segundo Massami. “Esse é um equipamento muito usado hoje, especialmente pelos produtores de grãos. É um implemento acoplado às colheitadeiras e que reduz significativamente o desperdício e a quebra da colheita. Também gera um maior rendimento dessas colheitadeiras, refletindo em economia de combustível e numa maior área de colheita”, explica o gerente.

Outro item que também é bastante procurado e o qual o Pivot começará a comercializar são os embutidores e extratores, implementos usados em conjunto com pequenos tratores e que são usados para, respectivamente, armazenar grãos ou extraí-los dos silos bolsa. Massami explica que oito lojas da Pivot já estão contando com atendimento especializado em implementos agrícolas, são elas: Goiânia, Formosa, Uruaçu, a nova loja de Nova Crixás, Catalão, Cristalina, e nas cidades mineiras de Paracatu e Unaí. “Nessas lojas teremos um atendimento altamente especializado para essa área de implementos”, destaca Massami.

Modernização


Dentro de um cenário de constante evolução técnica, o gerente corporativo da Pivot explica que o agronegócio brasileiro tem evoluído cada vez mais, e a procura por novidades em implementos e maquinários agrícolas não se restringem aos grandes produtores. “Independentemente do porte do produtor, se médio, pequeno ou grande, a busca por mecanismo de aprimoramento da atividade agrícola é grande no Brasil e vem crescendo consideravelmente nos últimos anos. E o uso de implementos agrícolas são uma parte importante na adoção de novas tecnologias que baixam custos e elevam a produtividade”, afirma.

Dados de uma pesquisa feita em 2020, numa parceria entre a Embrapa, o Sebrae e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), demonstram o quanto a busca por tecnologia tem sido uma prioridade no campo. Segundo o estudo, 84% dos agricultores brasileiros já utilizam ao menos uma tecnologia digital como ferramenta de apoio na produção.