Polícia prende padrasto que estuprou e engravidou menina de 13 anos

Na manhã desta sexta-feira (15/04), a Polícia Civil do Estado de Goiás, por intermédio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente de Goiânia, em operação conjunta com a Guarda Civil Metropolitana da Capital, realizaram o cumprimento a mandado de prisão preventiva em face de um homem de 44 anos, pelo crime de Estupro de Vulnerável, tendo o mesmo, inclusive, engravidado a própria enteada.

 

Conforme as informações apuradas no decorrer da investigação, o referido individuo teria iniciado os abusos sexuais com a criança desde os 06 anos de idade, estendendo tais condutas delitivas até aos 13 anos, quando a família descobriu que a menor estaria grávida.

 

Tais práticas foram realizadas na cidade de Barcarena, interior do Pará, e, logo após os relatos da vítima acerca dos abusos a que era obrigada a suportar por todos esses anos, o investigado empreendeu fuga para o Estado de Goiás, a fim de evitar sua prisão.

 

Após integrado trabalho entre a Polícia Civil do Pará e a Polícia Civil de Goiás, foi possível apurar que o investigado estaria na cidade de Goiânia, trabalhando como mascate/vendedor ambulante nas ruas da capital, principalmente na Região da 44.

 

Em posse de tais informações, com o apoio operacional da Guarda Civil Metropolitana, por intermédio da equipe Goiânia Mais Segura, foi realizado o cerco e patrulhamento em toda a região, de modo que, na data de hoje, o mesmo foi encontrado e dado cumprimento ao mandado de prisão preventiva em seu desfavor.

 

Após as diligências de praxe, o preso foi recolhido à Penitenciária Coronel Odenir Guimarães – POG, estando à disposição dos demais órgãos de persecução penal.

 

A vítima foi encaminhada a todos os serviços assistenciais, médicos e psicológicos, optando a família pela realização do aborto, em atenção aos direitos e garantias da criança e do adolescente.