PRF apreende mais de R$ 1 mi em eletrônicos do Paraguai e bacalhau impróprio para consumo em bagageiro de ônibus

Mercadorias e pescado foram embarcados em SP com destino a Goiânia

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu mais de R$ 1 milhão em mercadorias oriundas do Paraguai que entraram no Brasil sem o devido desembaraço alfandegário. As mercadorias, em sua maioria, celulares e componentes eletrônicos, foram apreendidas no final da tarde de ontem na BR 153, em Itumbiara, região sul de Goiás.

Policiais rodoviários federais realizavam fiscalizações de rotina na divisa entre GO e MG quando pararam um ônibus de turismo que saiu de São Paulo com destino a Goiânia. Ao vistoriar as bagagens, os PRFs localizaram diversas caixas e constataram não haver documentos fiscais que acompanhassem os volumes, com grande quantidade de eletrônicos de origem estrangeira, sem o devido desembaraço aduaneiro.

Entre os equipamentos, foram localizados aproximadamente 540 celulares, 90 btv (transmissor de canais de TV), videogames e peças diversas para conserto de celulares. Essa mercadoria é avaliada de R$ 1,1 mi no mercado. A mercadoria foi apreendida e encaminhada à Receita Federal.

Bacalhau impróprio para consumo
No bagageiro do ônibus, os policiais ainda encontraram 225 kg de pescado do tipo bacalhau, já em condições impróprias para o consumo humano e que, provavelmente, seria comercializado no feriado de páscoa, época em que a procura por esse tipo de alimento é alta. O produto está avaliado em cerca de R$ 18 mil.

O compartimento de carga do veículo é impróprio para o transporte deste tipo de mercadoria, uma vez que não possui equipamento que garanta a temperatura adequada para o transporte de mercadoria, in natura, para consumo humano. O condutor disse que as mercadorias foram embarcadas na garagem da empresa, situada na cidade de São Paulo.

Diante do acondicionamento inadequado, a PRF acionou a AGRODEFESA de Itumbiara, que aplicou as medidas administrativas e recolheu o produto, para posterior descarte.