Acusada de matar namorado com agulha de narguilé passa a ser julgada por lesão corporal, em Aparecida de Goiânia

Ela pode pegar de 4 a 12 anos de prisão

A jovem Nicole Maria Ferreira da Costa, acusada de matar o então namorado Adailton Gomes Abreu, atingido por uma agulha de narguilé no peito, em Aparecida de Goiânia, passa a ser julgada por lesão corporal seguida de morte, após uma decisão do juiz Leonardo Fleury Curado Dias que mudou o processo da denunciada por homicídio qualificado.

“Algumas vezes, verifica-se, após a instrução, que o réu tinha apenas a intenção de lesionar a vítima. Para a defesa, já é uma vitória, pois agora, a Nicole não passa mais por um tribunal do júri e já foi reconhecido que ela não teve nenhuma intenção de matar o Adailton”, afirma a advogada Cristiane Nogueira, que defende a jovem.

Com a mudança, Nicole deixa de ser julgada por júri popular e, caso seja condenada, a pena é reduzida em razão do tipo de crime. Ela pode pegar de 4 a 12 anos de prisão.

Com informações do G1