Valparaíso de Goiás ganha bairro planejado, tecnológico e sustentável, no sábado

Plano Urbano traz um bairro do futuro para a cidade. Contará com inovações como o primeiro droneport do Centro-Oeste, para receber encomendas, mas terá também muita natureza para a cidade que fica a 40 quilômetros do Plano Piloto

Emancipada em 1995, Valparaíso de Goiás não tem nem 30 anos, mas já é a 7ª em população, com 175 mil habitantes, e o 12º Produto Interno Bruto (PIB) do Estado, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Ranking de Competitividade dos Municípios, que analisa os mais de 5 mil municípios brasileiros, divulgado em 2021, dá mais uma pista sobre o  desenvolvimento da cidade: ela subiu 37 posições em relação a 2020.

O potencial econômico e social do município despertou a empresa Plano Urbano a desenvolver ali um projeto para agregar em planejamento urbano para os moradores. A cidade recebe, no dia 26 de março, o lançamento do Reserva do Vale, primeiro bairro planejado de Valparaíso de Goiás, na divisa com o Distrito Federal, distante 40 km do Plano Piloto.

Com 56 alqueires de área, o que corresponde a 6,5 quilômetros lineares e uma área de aproximadamente 2,35 milhões de metros quadrados de extensão. No espaço, serão implantados condomínios horizontais, quatro parques, áreas comerciais, hub de esportes e de educação, entre outros equipamentos para mais de 20 mil moradores. O bairro fica na região sul da cidade, com acesso privilegiado pela BR-040.

O bairro une duas grandes vertentes da ocupação urbana: a tecnologia e a sustentabilidade. Para o especialista em desenvolvimento imobiliário responsável pelo desenvolvimento do conceito do bairro, Cleberson Marques, as cidades do entorno cresceram muito rápido, inicialmente de forma desordenada, e agora seus habitantes querem muito mais do que um lugar para lhes abrigar quando retornam do trabalho.

“Os moradores de Valparaíso não querem viver na dependência de Brasília para o seu dia a dia, embora a capital federal esteja a poucos minutos de distância. Além de serviços, há um anseio por se viver bem, com qualidade de vida. Nesse sentido, há uma demanda por espaços planejados, casas melhores, itens que também reforçam a autoestima do indivíduo e favorecem o sentimento de pertencimento, tão importante para o desenvolvimento de uma cidade”, considerou.

O Reserva do Vale tem o entorno circundado por cerca de 500.000 metros quadrados de áreas verdes formados por vales e bosques, uma reserva de mata nativa que é uma barreira de segurança natural e, ao mesmo tempo, um pulmão verde e espaço de contemplação. Além de avenidas largas para os veículos, o projeto viário com quatro quilômetros de ciclovia será um convite para um deslocamento saudável e contemplativo. Terá ainda parques naturais. Bem-estar é palavra de ordem em seu perímetro, que prevê em sua estrutura, inclusive, um espaço de gentileza urbana, com banheiros, bebedouro e cobertura, para acolher entregadores e motoristas de aplicativo, enquanto aguardam a próxima corrida ou a encomenda.

A vida perto da natureza não excluirá a conectividade que faz parte da vida moderna. Esse será, inclusive, o primeiro bairro do Centro-Oeste a contar com uma pista para pouso de drones (droneport) para receber encomendas. O projeto prevê, ainda, com sistema de videomonitoramento 24 horas: as câmeras vão identificar as placas dos carros de moradores e visitantes. As paradas de ônibus inteligentes terão totens informativos, postes de iluminação inteligente e parklets, pontos de recarga para carros elétricos. A área comercial do bairro garantirá os serviços de que os moradores precisam para ter praticidade no dia a dia.

Nesta primeira etapa, serão negociados 521 lotes residenciais nos condomínios fechados Mirante do Vale e Brisas do Vale, e mais lotes para a área comercial na parte externa.   Os lotes variarão entre 200 a 345 metros quadrados e serão entregues aos proprietários em setembro deste ano.Os lotes comerciais da avenida principal do bairro também serão entregues.

Residenciais

O condomínio horizontal Mirante do Vale, terá 223 lotes, com medidas de 200 a 345 metros quadrados e vista exuberante, por estar em uma parte alta do terreno. Será circundado por muros e portaria exclusiva. Com mais de dois mil metros quadrados de lazer, contará com salão de festas, piscina, churrasqueira, playground, gazebos, beach tênis, pet place.

O outro condomínio será o Brisas do Vale, com lotes de 200 a 383 metros quadrados e um lazer ainda mais completo: salão de festas com estacionamento, piscina adulto e infantil, churrasqueira, playground, gazebo, horta comunitária, crossfit, pet place e pista de caminhada. Será circundado por muros e portaria exclusiva.

Segundo a arquiteta e urbanista Virna Carvalho, que  assina os projetos, o condomínio Mirante do Vale tem fácil o acesso de pedestres à área comercial e ficará em frente ao Parque do Mirante, que também será entregue na primeira etapa.

“Já o loteamento Brisas, por estar um pouco mais distante do acesso principal, o torna um local ainda mais reservado. Ele é perfeito para quem quer se conectar ainda mais com a natureza”, diz. No futuro, ele ficará a 500 metros do Parque do Lago, que será implantado com áreas para piqueniques, quadra de beach tennis, equipamentos de ginástica, pista de skate, e deck na borda do lago de 2.900 m²

Parque Mirante do Vale

Com mais de 35 mil m², será entregue também o Parque Mirante do Vale, com vista exuberante para a reserva natural, que acompanha todo o seu contorno. O Parque tem acesso principal na Avenida do Cerrado, e se estenderá no trecho que margeia a ferrovia, até a ponte sobre a vertente esquerda do córrego Maurício. Distribuído em leve declive, acompanha o movimento natural do terreno. O ponto mais alto é um mirante, de onde se visualiza o empreendimento e a beleza natural do lugar.

O parque será composto de áreas de pergolado, piquenique, academia, praça dog park e sede. “A praça do Mirante com playground e deck foi pensada para ser uma praça de alimentação a céu aberto e receberá atrações culturais, de lazer e gastronomia”, diz  arquiteta e urbanista, Virna Carvalho. O estacionamento terá capacidade para 150 carros.

Lotes comerciais

O Reserva do Vale também iniciará, nesta primeira etapa, a venda de lotes comerciais na avenida principal. A maioria dos lotes comerciais, de acordo com a arquiteta são de  200 m²  e  240 m².

“Nosso propósito é que os moradores contem com toda comodidade de serviços no próprio bairro”, explica Cleberson Marques. Ele explica que foi elaborado um planejamento de mix para cada região do bairro, a fim de que haja variedade e completude de ofertas.