Alimentação no verão deve ter cuidados extras

Nutricionista dá dicas para manter rotina no período de férias e viagens

No Brasil, cerca de 20% das pessoas com mais de 18 anos estão obesas, segundo a Pesquisa Nacional de Saúde de 2019. Contudo, esse cenário deve se agravar com a Covid-19. O Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da USP (Nupens) realizou um estudo envolvendo 14.259 indivíduos e mostrou que, durante a pandemia, 19,7% deles tiveram um aumento de ao menos 2 kg em seu peso, enquanto 15,2% dos participantes viram uma redução nos números da balança.

Com o clima do momento, o verão, a tendência é que esse número aumente. Isso porque, ligado a essa estação do ano, está o período de recesso e de férias, quando as pessoas, geralmente, se descuidam com a alimentação e tendem a engordar. “Temos que ter um cuidado maior com a alimentação devido à mudança de rotina. O ideal é consumir alimentos leves e nutritivos, de fácil digestão e que ajudem na reposição de água e sais minerais perdidos na transpiração em praias e piscinas”, destaca a nutricionista Jalily Moura, que atende no centro clínico do Órion Complex, em Goiânia.

Ela reforça ainda o que deve ser evitado no período: “É importante redobrar o cuidado com a higienização das mãos e evitar o consumo de frituras, preparações com muito sal e açúcar ou refeições diferentes daquelas que estamos acostumadas a nos alimentar, para não ocorrer o risco de uma intoxicação alimentar”.

[/media-credit] Nutricionista Jalily Moura
Foto: Arquivo Pessoal

 

Rotina

A nutricionista do Órion Complex salienta que fazer exercícios é necessário e auxilia na alimentação. “Para manter um hábito saudável e também na questão do apetite. Quando praticamos atividade física temos menos vontade de comer besteiras, como doces e chocolate, devido ao efeito hormonal que a atividade física provoca no nosso organismo”, destaca Jalily Moura.

Além disso, ela afirma que deve-se seguir com a rotina do dia a dia. “Para manter a disciplina nas férias, é importante lembrar que o curto período de mudança de rotina não deve interferir no hábito alimentar. Então, o ideal é acordar no horário como de costume e procurar se alimentar de forma saudável. Não exagerar no consumo de refeições ricas em carboidratos refinados como pães, bolos, massas, preparações com molhos, refrigerantes, sobremesas, entre outros”.

Jalily Moura ressalta que relaxar com a alimentação durante o verão é prejudicial. “O nosso organismo não compreende momentos como esses, então o ideal é manter a refeição equilibrada mesmo estando em período de férias. A alimentação, em qualquer época do ano, é decisiva para que as férias não sejam arruinadas. Além disso, quando mantemos o hábito alimentar saudável conseguimos voltar com mais energia e disposição para a rotina”.

 

Ao longo do verão, a nutricionista reforça a importância de uma boa hidratação e dá dicas para ajudar nisso: “Beber mais água, consumir sucos no lugar do refrigerante, evitar o consumo de bebida alcoólica e bebidas açucaradas para evitar a desidratação, preferir a água com gás ou chás gelados que podem ser bons substitutos. Consumir mais frutas e vegetais frescos que também contenham mais líquidos. As frutas que contém mais água são melancia, melão, uva, morango, laranja, pêssego e mamão. A água de coco também é indicada. Além disso, levar lanchinhos na bolsa, como castanhas, para evitar o consumo de salgadinhos e bolachas”, destaca Jalily Moura.