Poesia: arranjo das palavras que nos emocionam

Um poema pode gerar diversas leituras, brincar com as palavras e criar efeitos em diferentes seres humanos

Um poema pode gerar diversas leituras, brincar com as palavras e criar efeitos em diferentes seres
humanos. Assim, a cultura tem a missão de nos humanizar e proporciona um conhecimento melhor
de nós mesmos. Um autoconhecimento é importante para nossa vida diária, em virtude de que se
conhecemos a nós, conheceremos o mundo. E a maioria das pessoas conhecem-se melhor quando
são leitoras de poesia. O escritor de poesia também tem um raciocínio de conhecimento. Porque a
poesia é resultado do processo da reflexão sobre o universo precisamente escrito em versos.
Patrono da cadeira número 7 da Academia Brasileira de Letras, Castro Alves, nasceu no dia 14 de
março de 1847 e a data é em homenagem ao Dia Nacional da Poesia. Porém, houve uma proposta
de lei para que ela fosse oficializada no calendário oficial do país; mas, o projeto foi arquivado. Um
novo projeto foi apresentado e aprovado que resultou na publicação da Lei Nº 13.131, de 03 de
junho de 2015.
E em seu artigo primeiro ficou instituído que o Dia Nacional da Poesia seria celebrado anualmente,
no dia 31 de outubro, em homenagem à data de nascimento de Carlos Drummond de Andrade, um
dos maiores escritores do Brasil. Ele foi poeta, contista e cronista, nasceu na cidade de Itabira no ano
de 1092, no interior de Minas Gerais, e em 17 de agosto de 1987, se despediu de todos nós em razão
da sua morte na cidade do Rio de Janeiro, em decorrência de insuficiência respiratória.
Após o ano de 2015 o dia da poesia passou ser a ser comemorado no mês do aniversário de nosso
município Goiânia, que é rico em escritores nascidos em Goiás ou escolheram aqui para se radicar e
construir sua arte literária seja por meio de poemas, contos, crônicas e romances. São artistas das
palavras, produzem suas obras, nas mais diversas técnicas de escrita e expressam sua visão de
mundo sob a perspectiva de um ser humano que vive com suas dores e alegrias juntando tudo isso
em verso, prosa, poesia e canção com imaginação e significados que nos faz compreender melhor o
que é ser goiano e também estar no universo.
Porque os escritores têm o poder de revelar aquilo que está invisível aos olhos da maioria, e em
especial os poetas possuem o poder da síntese poética. Em poucos versos revelam, traduzem, o que
por exemplo, textos densos acadêmicos não dizem. Até porque possuem outra função. A poesia em
um verso nos emociona, nos faz entender sentimentos que nem sabíamos que existiam e lembramos
com emoção.

Zander Fábio é Secretário Municipal de Cultura de Goiânia